Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

Sofia Branco foi demitida de editora da Lusa por se ter recusado a escrever, 24 horas antes de ser dita, uma frase do primeiro-ministro, que lhe estava a ser ditada ao telefone por um assessor de José Sócrates. A história da liberdade de imprensa do tipo norte-coreano explicada hoje no Correio da Manhã, com base num comunicado do Conselho de Redacção da Lusa:

 

«O Conselho de Redacção (CR) da agência Lusa vai apresentar o caso da demissão de Sofia Branco, editora da Noite, à Entidade Reguladora para a Comunicação Social e ao Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas. A informação consta de um comunicado do CR, a que o CM teve acesso, que revela os motivos da despromoção. O caso remonta a 18 de Fevereiro, quando Sofia Branco recusou escrever ou editar uma notícia sobre a reacção do primeiro-ministro (PM) às declarações do presidente do grupo Jerónimo Martins. Um assessor de José Sócrates contactou uma jornalista da agência, atribuindo ao PM a declaração "não basta ser rico para ser bem-educado", uma frase que Sócrates diria no dia seguinte a vários jornalistas. Sofia Branco foi demitida por quebra de confiança, alega a direcção de Informação.»



publicado por Marco Moreira às 18:10
 
redes e bio do autor

                                   

 

Bio de Marco Moreyra

pesquisar neste blog
 
ligações