Quinta-feira, 31 de Março de 2011

«a demissão do Governo foi um "golpe" do primeiro-ministro José Sócrates para provocar eleições, vitimizar-se e que aumenta as dificuldades para Portugal se financiar nos mercados (...) Estamos a pedir em más condições, depois de um golpe de Sócrates que provocou eleições para tentar continuar no deslize e no agravamento em que estávamos (...) o momento actual do país corresponde à ideia do primeiro-ministro, de provocar uma crise na qual ele possa, eventualmente, passar por vítima» António Barreto, 31 de Março '11

 

Declarações à agência Lusa, à margem do lançamento do livro de Vítor Bento, "Economia, Moral e Política".



publicado por Marco Moreira às 19:47
 
redes e bio do autor

                                   

 

Bio de Marco Moreyra

pesquisar neste blog
 
ligações